Ceia do Senhor (Jo 13,1-15)

Sua hora havia chegado. Sua morte seria um sinal de sua fidelidade ao Pai e de sua solidariedade com os pobres deste mundo, ao lado de quem Ele sempre caminhou.

O sentido de sua vida estava ali naquela entrega, naquele derramamento. Por isso, durante Ceia, assumindo a função de um simples escravo, Jesus lavou os pés dos discípulos, ensinando-os que o verdadeiro sentido da vida está nessa doação, nesse derramamento.

E arrematou:”… Vocês devem fazer a mesma coisa que eu fiz… Se vocês compreenderem isso, serão felizes se o puserem em prática”.

Aprendamos com o Mestre: o verdadeiro amor não pode ficar retido; o verdadeiro amor transborda, comunicando vida aos sedentos deste mundo.

Pe. Marcos Ramalho
Limeira/ SP

Compartilhe..Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on FacebookShare on LinkedInEmail this to someoneDigg thisPin on PinterestShare on StumbleUpon

Related posts